edição digital

‘Operação Via Livre’ da GNR para controlar a circulação nas vias do meio ou da esquerda

27/03/17 ATUALIDADE Imagem

A conduta abusiva originou em 2015 uma campanha do semanário ‘Mundo Português’ intitulada ‘Circule pela direita nas estradas e Portugal’.

A Guarda Nacional Republicana (GNR) está a realizar em todo o território português e até ao dia 2 de abril, a ‘Operação Via Livre’, com diversas ações de sensibilização e fiscalização que têm como objetivo “prevenir e reprimir a circulação, em autoestrada e nas vias reservadas a automóveis e motociclos, de veículos pela via do meio ou da esquerda sem que exista tráfego nas vias da direita”, informa num comunicado.
Vele a penha lembrar que, de acordo com o Código da Estrada, a prática da circulação de carros pela via do meio ou da esquerda sem que exista tráfego nas vias mais à direita, constitui uma infração de trânsito. Além disso, “causa constrangimentos à segurança rodoviária e à fluidez de tráfego e potencia o cometimento de outras infrações por parte dos condutores”, sublinha a GNR no mesmo comunicado.
Foi com o intuito de alertar para os riscos deste comportamento automobilístico que a GNR lançou a ‘Operação Via Livre’. A primeira fase realizou-se entre 20 e 26 de março, com ações de sensibilização, alertando os condutores para os constrangimentos e perigos provocados pela circulação indevida, tanto ao nível da segurança rodoviária como da fluidez de tráfego.
Entre hoje e 2 de abril, os militares dos Comandos Territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito regressam com ações de fiscalização nas autoestradas e vias reservadas a veículos automóveis, “a fim de combater a circulação abusiva pela via do meio e da esquerda”.

 

Uma campanha ‘Mundo Português’
Dois anos antes desta operação, a condução abusiva nas faixas do meio e da esquerda nas auto-estradas levou o semanário ‘Mundo Português’ a lançar no verão de 2015, uma campanha de prevenção rodoviária intitulada ‘CIRCULE PELA DIREITA NAS ESTRADAS DE PORTUGAL’.
A campanha, realizada em colaboração com a Prevenção Rodoviária Portuguesa e a Infraestruturas de Portugal, recebeu de imediato o apoio de várias entidades, entre as quais a própria Guarda Nacional Republicana (GNR), a Brisa, a Ascendi, a Antram, a Polícia de Segurança Pública a Conferência Episcopal Portuguesa e empresas, como a Transportes Paulo Duarte.
Nos anos mais recentes assistiu-se à construção de estradas com 3 vias de rodagem o que veio a originar muitas vezes maus hábitos de condução: muitos condutores praticamente deixaram de usar a via da direita que é onde é obrigatório circular.
“Pretendemos com esta iniciativa promover as boas práticas de condução nas estradas portuguesas e reforçar a segurança e os conceitos de cidadania responsável. Interessa transmitir uma mensagem de civismo e de respeito pelas normas e salvaguarda da segurança de todos nós”, explicava na altura o administador do jornal, Carlos Morais.
No âmbito da campanha, o ‘Mundo Português’ teve equipas a percorrer Portugal de norte a sul, com maior incid~encias nos verões de 2015 e 2016, distribuindo as edições do jornal acompanhadas de brindes e do autocolante da campanha para colar nos carros dos conduteres que aderiram a ela. “Ajude-nos a tornar as estradas de Portugal mais seguras e viaje em Portugal e pela Europa com o nosso autocolante”, era o lema da campanha.

 

MUNDO PORTUGUÊS - ASSINE JÁ

Medalha de Mérito das Comunidades


Maior Onda surfada do Mundo


Mundo Português TV


Mundo Português APP





Meteorologia

Marcas Grupo