Marcas do Grupo

Mundial 2014: Seleco portuguesa reencontra velhos conhecidos no caminho para o Brasil
O Emigrante / Mundo Portugus
Email: Password:
 
Primeira vez? Registe-se gratuitamente aqui.
Esqueceu-se da sua password? clique aqui.


Quinta-Feira, 24 Julho 2014 - 22:45 (Açores 21:45)
Homepage
SECÇÕES

Lisboa
Clique aqui para saber a hora de outras cidades

newsletter
meteorologia

Desporto

    

Mundial 2014: Seleco portuguesa reencontra velhos conhecidos no caminho para o Brasil

Segunda-Feira, 08 Agosto de 2011
A selecção portuguesa vai reencontrar cinco adversários que já se cruzaram no seu caminho em anteriores fases de apuramento, num grupo que se afigura acessível, apesar das desgastantes viagens a Rússia e Israel.

O sorteio da fase de apuramento para o Mundial2014, que se realizou na Marina da Glória no Rio de Janeiro, colocou Portugal no grupo F, juntamente com Rússia, Israel, Irlanda do Norte, Azerbaijão e Luxemburgo, cinco adversários que já mediram forças com a equipa lusa em apuramentos anteriores.
A Rússia (18.ª selecção do ranking da FIFA) é comandada pelo holandês Dick Advocaat e já conta com nove presenças em fases finais de Campeonatos do Mundo, tendo alcançado um 4º lugar em 1966 - embora ainda como União Soviética - depois de perder com Portugal no encontro de atribuição dos terceiro e quarto lugares.
A formação de Leste defrontou Portugal em apenas três ocasiões, registando duas derrotas e um empate: na fase de grupos do Euro2004 (2-1) e na qualificação para o Mundial2006 (7-1 e 0-0).
Quanto a Israel (32.ª do ranking), que tem como treinador o francês Luis Fernandez, conta apenas com uma presença em Mundiais (1970) e regista um saldo de três derrotas e uma vitória nos quatro encontros com Portugal, dois deles de carácter particular.
Portugal encontrou a equipa israelita na fase de apuramento para o Campeonato do Mundo de 1986, no México, vencendo por 3-0 em Lisboa e perdendo por 4-1 em Telavive.

Irlanda do Norte é velha conhecida

O conjunto da Irlanda do Norte (62.º colocado) é orientado pelo irlandês Nigel Worthington e é o mais conhecido dos cinco adversários, já que se cruzou no caminho de Portugal em várias fases de apuramento para Europeus e Mundiais.
A equipa irlandesa, que tem três presenças em Campeonatos do Mundo, soma contra a equipa lusa três vitórias, seis empates e duas derrotas, com destaque para os confrontos de apuramento para o Europeu de 1996 e para os Mundiais de 1958, 1974, 1982 e 1998.
Azerbaijão (111.º) e Luxemburgo (128.º) completam o lote de adversários de Portugal rumo ao Mundial2014, ambos sem qualquer presença em fases finais de Mundiais.
Os azeris, treinados pelo experiente alemão Berti Vogts, encontraram-se com Portugal nas qualificações para os Europeus de 2000 e 2008, registando três derrotas e um empate.
Já os luxemburgueses defrontaram Portugal em 12 ocasiões, registando 10 derrotas, um empate e um triunfo, este alcançado na fase de apuramento para o Mundial de 1962.

Fortaleza, Natal e Recife querem receber a selecção

Fortaleza, Natal e Recife manifestaram a Carlos Godinho, director desportivo da Federação Portuguesa de Futebol, a intenção de albergar a selecção portuguesa caso esta esteja presente no Mundial2014 a disputar do Brasil.
“Alguns estados abordaram-me no sentido de se oferecer para que Portugal fique sedeado nesses locais” admitiu o dirigente português, após o sorteio que colocou a equipa das Quinas no Grupo F com as selecções da Rússia, Israel, Irlanda do Norte, Azerbaijão e Luxemburgo.
Carlos Godinho diz que o facto do Mundial se disputar no Brasil “torna tudo mais fácil” para a equipa nacional, “pois fala-se a mesma língua e isso potencia a receptividade, como já se provou hoje, com a oferta de vários lugares para estagiarmos”.
“Estou convicto de que é uma motivação para os jogadores e todos os portugueses poder disputar um Mundial no Brasil”, reforçou, em declarações após o sorteio da fase de qualificação, realizado no Rio de Janeiro.

Cabeça-de-série no sorteio

A selecção portuguesa foi cabeça-de-série no sorteio para a fase de qualificação do Mundial2014. A colocação de Portugal no grupo dos mais fortes resulta do ranking da FIFA no qual a selecção portuguesa ocupa o sétimo lugar a nível mundial e quinto europeu, sendo que na Europa são nove os pré-designados.
A nova ordenação de “favoritos” ficou definida depois do sorteio para o anterior Mundial, disputado na África do Sul em 2010, com a FIFA a mudar os critérios, adequando-os ao seu ranking mensal.
Para compor os nove grupos de apuramento da zona europeia - oito com seis equipas e um com cinco - os 53 países filiados na UEFA foram divididos em cinco potes de nove equipas e um apenas com oito.
Os nove melhores europeus na classificação da FIFA estiveram no pote 1 na qualidade de cabeças de séries, os nove seguintes no pote 2 e assim em diante até ao pote 6, onde foram colocados os oito pior classificados.
Os primeiros de cada um dos grupos qualificam-se directamente para o Mundial e os oito melhores segundos classificados terão ainda que disputar um play-off para definir mais quatro apurados, num total de 13 equipas.
Na Europa os nove pré-designados são a campeã mundial e europeia, Espanha (1.ª do “ranking”), Holanda (2.ª), Alemanha (3.ª), Inglaterra (6.ª), Portugal (7.º), Itália (8.ª), Croácia (9.º), Noruega (12.ª) e Grécia (13.ª).


“Futebol é educação”


O Mundial no Brasil está a gerar muita expectativa, num país que respira futebol. O próprio presidente da FIFA, Joseph Blatter em declarações recentes lembrou isso mesmo:  “sem dúvida, o futebol, no Brasil, é um religião. Que outro país do mundo tem seu nome mais directamente ligado a esse desporto? E também à alegria, à criatividade... Porque o futebol é tudo isso. E é mais: um dia, no escritório do Excelentíssimo Presidente Lula, ele me disse essas palavras: ‘Futebol é educação’. É também isso que a Copa do Mundo da FIFA pretende significar para esse país”.
Para Portugal a escolha do Brasil como país anfitrião não podia ter sido melhor. A língua é a mesma e a verdade é que a amizade entre os dois países leva que portugueses e brasileiros torçam muitas vezes pelas duas selecções.
Para além disso, o número de portugueses a residir no Brasil faz antever uma recepção memorável aos nossos craques e restante comitiva. A selecção portuguesa vai sentir-se em casa no Brasil.
Paulo Bento, seleccionador de Portugal, também lembrou a amizade com o Brasil em declarações após o sorteio da fase de apuramento. “Claro que podemos e queremos estar no Mundial2014, num país que tem uma enorme paixão pelo futebol, que fala a nossa língua e onde teríamos, com certeza, grande apoio” disse.
O Mundial de 2014 será a vigésima edição do evento e vai decorrer pela quinta vez na América do Sul, a primeira após 36 anos já que a Argentina acolheu o evento em 1978.
Foram 18 as cidades que se candidataram para receber os jogos do Mundial, mas Maceió acabou por desistir. A FIFA limita o número de cidades-sedes para no máximo 10 cidades mas, dada a dimensão do Brasil, em 2014 vai ser 12 as cidades a receber o maior espectáculo de futebol do mundo.
Os nomes finais foram anunciados a 31 de Maio de 2009. A lista final eliminou as candidaturas de Belém, Campo Grande, Florianópolis, Goiânia e Rio Branco.
O Mundial de 2014 vai então decorrer em Belo Horizonte (Estádio Mineirão), em Brasília (Estádio Nacional de Brasília), em Cuiabá (Arena Pantanal), em Coritiba (Arena da Baixada), em Fortaleza (Estádio Castelão), em Manaus (Estádio Amazónia), em Porto Alegre (Estádio Beira-Rio), no Recife (Estádio Pernambuco), no Rio de Janeiro (Maracanã), em Salvador (Arena Fonte Nova), em São Paulo (Estádio do Corinthians) e em Natal (Arena das Dunas).

“Inspiração”


Em Julho de 2010  foi apresentado o logótipo oficial do Mundial de 2014. Na altura, o Presidente da República Federativa do Brasil era Luiz Inácio Lula da Silva, que esteve na cerimónia acompanhado pelo Presidente do Comité Organizador do Brasil 2014 e Membro do Comitê Executivo da FIFA, Ricardo Teixeira, e do Presidente da FIFA, Joseph S. Blatter.
O emblema escolhido tem o nome «Inspiração» e foi criado pela agência África. O desenho deriva de uma célebre fotografia de três mãos que juntas levantam o troféu mais famoso do planeta. Além da mensagem humanista das mãos entrelaçadas, a imagem em verde e amarelo representa a acolhida generosa que o mundo receberá no país anfitrião.

ZONA EUROPEIA
- 9 grupos
- Vencedores com apuramento directo
- Oito melhores segundo classificados disputam play-off


Grupo A
Croácia
Sérvia
Bélgica
Escócia
Macedónia
Gales

Grupo B
Itália
Dinamarca
Rep. Checa
Bulgária
Arménia
Malta

Grupo C
Alemanha
Suécia
Rep. Irlanda
Áustria
Ilhas Feroé
Cazaquistão

Grupo D
Holanda
Turquia
Hungria
Roménia
Estónia
Andorra

Grupo E
Noruega
Eslovénia
Suíça
Albânia
Chipre
Islândia

GRUPO F
Portugal
Rússia
Israel
Irl. Norte
Azerbaijão
Luxemburgo

Grupo G
Grécia
Eslováquia
Bósnia-Herzegóvina
Lituânia
Letónia
Liechenstein

Grupo H
Inglaterra
Ucrânia
Montenegro
Polónia
Moldávia
San Marino

Grupo I
Espanha
França
Bielorrússia
Finlândia
Geórgia


outras notÍcias desta secÇÃo







EDIÇÃO IMPRESSA
destaque

Sondagem
HOJE FAZEM ANOS
Adriano Ferreira - Franca
Antonio Abreu - Alemanha
Antonio Cepeda - Brasil
Antonio Couto - Brasil
Antonio Silva - Brasil
Brian Lourenco - Suica
Cardoso Samuel - Franca
Ferreira Carvalho - Ilhas Jersey (ru)
Goncalves Madeleine - Franca
Jose Cardoso - Alemanha
Jose Pais - Alemanha
Manuel Brito - Franca
Manuel Luis - Alemanha
Manuel Moris - Alemanha
Maria Correia - Brasil
Valquiria Barbosa - Brasil
DOSSIERS
destaque
destaque

PUBLICIDADE
destaque
 
O Emigrante / Mundo Portugus
Av. Elias Garcia 57 - 7 1049-017 Lisboa - Portugal
Tel: +351 21 795 76 69 | Fax: +351 795 76 65
Email: redaccao@mundoportugues.org   |  assinaturas@mundoportugues.org
Webdesign por